O conhecimento sobre este assunto essencial para QUALQUER magista, bruxo, feiticeiro e afins, indiferente da religião ou credo ritualístico. Mais o que vem a ser o circulo mágico? Inicialmente gostaria de dizer que existem muitas denominações para ele como: Circulo de proteção, circulo iniciático, entre outras… O circulo mágico é uma das mais básicas ferramentas ritualísticas e extremamente necessária para praticamente todos os sistemas de in/evocação. Bom, não é um consenso entre todos os sistemas, mas no geral é uma forma de proteção ao executante do ritual, o protegendo de energias externas e mantendo as energias internas eu seu lugar.

O que pouca gente sabe e que não esta escrito de forma clara porem, esta nas entrelinhas de toda a literatura sobre este assunto, indiferente a religião, é que o circulo lhe torna um com o seu conteúdo. O que isso quer dizer? Simples, dentro do circulo é uma representação do micro e do macrocosmo sendo uma conexão com uma forma divina de proteção. Nenhuma entidade pode desobedecer a ordem de não entrar no circulo, por isso é um instrumento de proteção tão grande e poderoso muitas pessoas não sabem disso, e apenas tratam o circulo como um simples instrumento de proteção, não tirando total proveito de seus efeitos.

O circulo representa o infinito, uma forma sem pontas nem vértices, sendo o símbolo de representação mais comum de representá-lo. Sendo assim, o circulo acaba por se tornar a forma padrão para representar o infinito do universo. Dizia Franz Bardon:

 

Desenhar um cırculo mágico significa simbolizar o divino na sua perfeição, para obter contato com ele. Acontece, acima de tudo, no momento que o mago esta no centro do cırculo mágico, pois por este ato o contato com a divindade esta demonstrado graficamente. E o contato do mago com o microcosmo em seu “maior passo” de consciência. (traduzido de: Franz Bardon Magia de Evocação.)

Mas como proceder na criação de um destes círculos de proteção? Depende da religião, culto ou sistema mágico que esta utilizando. Caso já tenha pesquisado sobre o assunto verificou que existem centenas de layouts diferentes para os círculos, alguns com símbolos hebraicos, outros com estrelas e outro com símbolos hindus. Isso se deve ao fato de que normalmente o executor deste ritual e um fiel de alguma religião e quer agregar a proteção de sua entidade deus ou figura religiosa a sua proteção. Porem como ocultistas vamos ser práticos em dizer que isso só é valido se você for fiel ou quiser dever um favor a alguma entidade, caso não seja apenas um circulo simples, porem energizado, pode bastar.

Ele deve estar desenhado? Não, porem o desenho ajuda a mentalizar o circulo de energia. O mais importante do circulo é que ele deve ser energizado por qualquer método que conheça, particularmente prefiro a energização por mentalização. Mentalizando a energia de minha aura sair do corpo formando uma grande esfera a minha volta. Quando tenho certeza que ela esta lá e bem energizada o circulo esta pronto e posso proceder para o ritual que estava planejando.

Não a muito que se discutir sobre isso alem do que já esta escrito acima porem, recomendo que pesquise sistemas de in/evocação para compreender melhor, pratique muito e sempre antes de executar qualquer ritual, levante um bom circulo de proteção. Com o tempo fica cada vez mais fácil.

Um grande abraço.