Após ler um resumo sobre meditação do Gigim eu tive vontade de escrever um pouco do que sei sobre o assunto , para trazer algumas técnicas que complementem o tema já abordado .

Então ao assunto:

Antes de explicar o porquê a meditação tem o efeito que tem , e mais alguns diferentes tipos

de meditações, para que você possa escolher a que melhor lhe convenha ou a que seja mais

adaptada para você, vamos a um exercício básico para que se possa entender a meditação e

suas dificuldades. Para esse primeiro contato vamos a técnica que chamamos de contagem

de respiração.

Contar a sua respiração é uma meditação essencialmente destinada a praticar a capacidade

de fazer uma coisa de cada vez. Parece simples , mais não se iluda, é muito difícil exige muita

pratica porem ao se trabalhar sempre essa pratica haverá efeitos psicológicos e fisiológicos

positivos.

Eu sugiro que você experimente essa pratica por 15 minutos a fim de ter a sensação do que

é esse trabalho.

Comece o exercício se colocando numa posição confortável, para evitar receber sinais

corporais que desviem sua atenção. Pode ser sentado, deitado no chão ou de pé, acerte o

despertador para despertar em 15 min ou se isso não for possível ponha um relógio onde vc

possa ver sem mexer a cabeça.

O exercício

Simplesmente conte em silencio cada vez que você expirar. Conte “um” para a primeira

expiração, “dois” para a segunda, “três” para a terceira “quatro” para a quarta e depois

recomece com o “um” repita isso ate completar os 15 min

Ressalvas

O objetivo desse primeiro exercício e fazer apenas essa contagem e nada mais , se outros

pensamentos se apresentarem e acredite eles vão aparecer, simplesmente aceite o fato

de que você esta desviando e volte a contagem, não importa qual outro pensamento ou

percepção que lhe venha a mente deixe de lado e volte a contagem . Fazer ou ter consciência

de qualquer outra coisa durante esse período e se desviar da tarefa.

Esse serve para o começo se vocês curtirem e o Gigim permitir eu posso dar continuidade a

serie

 

Por: Felipe Castro