Nesse Brasil de tantos “Brasis”… Aiaiai, era impossível que em algum momento esse assunto não alcançasse o nosso portal, e obviamente prefiro deixar uma visão bem clara e levemente pessoal antes que comece aquela enxurrada de meia informação.

1Por que falar disso GIGIM?

Sabemos que o Brasil anda voltando os olhos pra esse assunto, não só o Brasil mas boa parte do mundo anda se preocupando com o que cada um faz da sua vida, e isso inclui a tal ideologia de gênero, ou preferência sexual, chamem do que quiser, e por conta disso a bastante tempo a galera novata vem me perguntar se isso influencia ou não nas práticas mágicas.

2E Então, influencia?

Como sempre no ocultismo a resposta é SIM, NÃO e DEPENDE, ocultismo em si não é só wicca, ou só satanismo, ou só conjuração e pactos com entidades, ocultismo engloba trocentos aspectos e obviamente em alguns deles a sua escolha/definição sexual irá influenciar sim, em outros casos tanto faz, por isso irei listar alguns exemplos de onde pode e onde não pode influenciar.

Lembrando que essa lista é baseada em minhas experiências particulares, em grupo e leituras de relatos.

3Meditações

No caso da galera mais ZEN esse tipo de assunto não influencia em nada, afinal é tudo um estado mental que será levado em consideração, logo se a pessoa se sente bem com as escolhas que fez suas meditações em nada serão afetadas pela sua escolha sexual.

4Exercícios Energéticos

Energizações, controle de chakras, banimentos energéticos e manipulação energética em geral É INFLUENCIADA SIM pela sua escolha sexual, não de forma positiva ou negativa mas de forma funcional, muitos ocultistas tendem a usar magia sexual, tântrica, rituais de sexo tântrico e etc… Isso obviamente terá de ser adaptados à preferência sexual de cada um, afinal o corpo energético de cada um funciona de acordo com a sua fisiologia e adaptações terão de ser feitas.

5Evocações/Invocações/Conjurações

Serão influenciados dependendo da entidade a qual se está trabalhando, não vou dizer que existe entidade homofóbica, mas garanto que algumas vão continuar te tratando como homem mesmo que você tenha feito cirurgia e acredite que agora é mulher, a maioria das entidades demoníacas de guerra tendem a ter desprezo por esse tipo de mudança tomando como covardia (homem virar mulher pra não ir para a guerra) ou desrespeito (mulher virando homem por acreditar ser melhor que os mesmos na guerra), o que pode atrapalhar E MUITO as negociações.

6Pactos

Acredito que existem 2 tipos de pessoas que não se sentem completas como são: As que não se aceitam como pessoa mesmo e começam mudando de sexo pra tentar se adequar, e aquelas que são tão idependentes que decidem ser o que quiserem e foda-se. No caso de pactos o segundo tipo de pessoa não será afetada, afinal a escolha de trocar de sexo soa para uma entidade como a escolha de colocar uma blusa vermelha ao invés da verde, porém para o primeiro grupo pactos com entidades está totalmente fora de cogitação, pois a entidade pode e irá se aproveitar das fraquezas e receios do indivíduo.

7Sonhos lúcidos/Projeção astral

Em nada afeta sua sexualidade, seu corpo astral não tem sexo ou desejo sexual e quando atingí-lo qualquer traço humano será deixado de lado, não importando suas escolhas.

8Magia Enochiana

Não funciona, mas se funcionasse eu aconselharia a galerinha trans-gênero ficar bem longe.

9Evocação Angelical via métodos alternativos

Existem N formas de se tentar evocar um Anjo, se sua cabeça é trans-gênera é sinal de que você ainda não tem maturidade pra esse tipo de entidade, afinal o corpo não significa nada pra eles, e menos ainda a sua mente, logo, passe longe.

10Satanismo/Luciferianismo

É um carnaval de LGBT, a galera trans vai se amarrar nesse meio, a liberdade de gênero, opção sexual e etc sempre foi o forte dessa galerinha, apesar de não praticarem magia de verdade em 99% do tempo ao menos são livres de preconceitos quanto à sexo.

 

COMPARTILHAR
ARTIGO ANTERIOR6 Termômetros espirituais
PRÓXIMO ARTIGORedes nada sociais
Gigim Hannow

Administrador, criador e benfeitor do portal atos negros.